quarta-feira, 17 de outubro de 2012

MEUS PAPOS COM RAUL SEIXAS - 3

Termina 1983 (o  1º show dele, em Recife, como disse antes, foi em novembro) - e, logo no começo de 1984, fico sabendo que Raul Seixas iria se mudar para uma nova Gravadora. Nessa época eu só tinha conhecimento do Fã-Clube Raul Rock Club (de São Paulo, o primeiro) - e do nosso, o Raul Rock Club II (de Recife) - mas com associados em todo o Brasil, como o de Sampa. As notícias sobre Raulzito eram "raras" - pra não dizer "quase nenhuma". Mas meti a cara na sucursal de Recife da Gravadora Som Livre e peguei novidades. As boas eram que o Maluco Beleza estava lançando 2 discos. "O Metrô Linha 743" - pela nova Gravadora - e o "Raul Seixas - Único e Exclusivo", pela Estúdio Eldorado, a antiga. Tinham 2 notícias ruins também: Ele tinha se separado de Kika e rescindido contrato com o recém selo Som Livre. Contam que no final de 1983 ele também contraiu hepatite em Natal, no Rio Grande do Norte - e que tinha feita uma cirurgia e extirpado parte do pâncreas. Putz - aí ele sumiu de novo!

Comecei a divulgar "O Metrô" numa parceria com a Som Livre (ela me dava uns discos para os Encontros do Fã-Clube e fichas de telefone - para pedir "Toca Raul!" nas Rádios. Só o "Bolachão Novo" - claro. E nada de notícia de Raul Santos Seixas. Do fã-clube de Sylvio Passos também "não vinha uma linha". Já existia um bom número de associados no RRC II e íamos nos virando como podíamos - "no varejo, porque no atacado tava difícil", como Seixas mesmo dizia. Eram Reuniões onde se tocava Raul ao vivo ou no velho vinil . O hiato foi grande. 

Chega 1986. Recebo um telefonema de Garanhuns (Pernambuco), do raulseixista Gilberto Nunes, com uma parte do endereço residencial do autor de "Metamorfose Ambulante" - que a essa altura já estava casado com Lena Coutinho e voltado pra São Paulo. Passei a noite/madrugada tentando decifrar  a Toca do Raul, mas tava complicado. Gilberto só tinha me dado o nome da rua pela metade e sem CEP - que era só o que ele tinha. Mas eu virei a noite e encontrei o endereço completo através do Guia Postal dos Correios. Enviei uma carta me reapresentando a Raul - enviando o Fanzine "O Trem das 7" e todas nossas novidades. Poucos dias depois ("para nossa alegria") recebo a resposta de Lena Coutinho - a 5ª e última esposa.

*Continua na próxima semana.

Raul e a prima Heloisa

Raul e Edith Wisner no seu 1º casamento

Raul e o irmão Plínio




Nenhum comentário:

Postar um comentário