sábado, 27 de dezembro de 2014

"GENUFLEXÕES AO BEZERRO DE OURO"

(Alexandre Seixas)

*À quem possa interessar 

Ah, mas você agora quer ser rica e arrogante...
Com vida falsa,  chata e ignorante...
Mas todos têm que a cumprimentar...
Oh, mas que carreira de sucesso...
À custa do suor alheio e de muitos processos...
"O fim justifica os meios", 
Pra canalhada gostar...

Ih, mas "o mundo também é um pirulito...
Do doce vai ao palito"...
E arde tanto quanto joelho ao chão...
É, mas que coisa chata...
Quanto mais você ganha,  mais se rebaixa ...
O vil metal lhe roubou a paz e a razão...

Olha, mas pra onde foi sua verdade ?
Se você a tinha, a perdeu na sinceridade...
De quem sempre lhe estendeu a mão...

*O título quer dizer: quem se vende à grana. "Bezerro
de Ouro" é o apelido e símbolo do mundo financeiro de Nova Iorque.